Em atividade há 45 anos, o legendário trio Azymuth permanece em cena mesmo após a morte de seu tecladista e arranjador José Roberto Bertrami (*1946 + 2012), um dos três músicos da formação original dessa banda que atualmente conta com a presença de Kiko Continentino, pianista, tecladista, compositor, arranjador e produtor musical, com nove álbuns instrumentais lançados e dono de uma excelente performance musical.

azymuthaguianaocomemoscalp.jpg
Azymuth Águia Não Come Mosc

A banda surgida oficialmente em 1973 funde experimentalmente uma mistura de Bossa Nova, Samba, Funk, Jazz e Rock, juntos José Roberto Bertrami (teclados), Alex Malheiros (baixo e guitarra) e Ivan Mamão Conti  (bateria) alcançaram sucesso popular logo no início da carreira com o lançamento do primeiro álbum, "Azymuth", em 1975 com a música "Linha do horizonte" composição musical de Paraná e letra de Paulo Sérgio Valle, ficando muito tempo na parada de sucesso brasileira, propagada na trilha sonora da novela Cuca legal, exibida pela rede Globo de televisão.

Mas o grupo preferiu seguir uma linha instrumental voltando a fazer sucesso no segundo álbum "Águia não come mosca", lançado em 1977 com a música intitulada "Voo sobre o horizonte" composição instrumental de Bertrami e Paraná.

Ainda neste ano o lançamento do Compacto-duplo "Melô da cuíca" levou o grupo à um convite inédito para participar do exclusivo "Festival de Jazz de Montreux" na Suíça em 1977, eles foram os primeiros artistas brasileiros a participar daquele festival. A partir daí o grupo seguiu para os Estados Unidos contratados pela gravadora "Milestone" um selo tradicional de Jazz em San Francisco, na California onde por 10 anos lançaram anualmente vários albuns, depois na era das "Discotecas" em Londres alcançaram com o hit chamado "Jazz Carnival" o top das mais executadas e futuramente com a chegada dos DJs eles foram reeditados e hoje estão contratados pelo selo londrino "Farout Records" desde 1998.

Veja abaixo o tour da temporada de verão na europa para 2022;

rapid transit.png